Passo a passo: aprenda como fazer um briefing de pesquisa

como fazer um briefing de pesquisa
6 minutos para ler

Você sabe como fazer um briefing de pesquisa? Caso nunca tenha pensado a respeito, às vezes, por não conhecer a prática, cabe frisar: estamos falando de um requisito básico para que a pesquisa de mercado ocorra de maneira organizada e, assim, traga resultados mais realistas.

O que é um briefing, exatamente? Trata-se de um documento conciso e objetivo, composto por um conjunto de informações relevantes para executar a tarefa. Nele, encontram-se, por exemplo:

  • descrição das atividades;
  • objetivos do projeto;
  • instruções, recomendações e orientações;
  • critérios e regras; e
  • relação de pessoas envolvidas (e respectivos departamentos, funções, contatos etc.).

O propósito é levantar os principais detalhes do projeto, centralizando as informações, permitindo, assim, que todos os envolvidos as tenham à disposição para consultá-las a qualquer momento. Também é um meio eficiente de avaliar se a equipe seguiu o planejamento corretamente.

Agora que aprendemos o que é um briefing e qual a sua utilidade, que tal aprender a fazê-lo? Abaixo, apresentamos um passo a passo. Vamos começar?

Insira informações gerais da empresa

Antes de tudo, é necessário acrescentar informações a respeito da empresa consideradas relevantes para a pesquisa. Por que se faz isso? A prática é útil na medida em que a equipe fica mais bem situada do panorama da empresa em vários aspectos, o que contribui para a qualidade final do trabalho.

Entre as informações comumente inseridas no briefing, destacam-se:

  • dados básicos da empresa (marca, porte, história, princípios, valores, missão etc.);
  • posicionamento no mercado;
  • produtos/serviços;
  • diferenciais da solução;
  • concorrentes; e
  • prós e contras do produto ou serviço.

É, propriamente, como criar um breve relatório com informações úteis e que devem guiar o projeto.

Defina o problema

Determinar o problema que norteará a pesquisa é fundamental para os objetivos do projeto. A prática se resume a uma questão (ou mais) sobre a qual, por meio da pesquisa, a empresa busca obter uma resposta. Sem essa definição, a pesquisa de mercado não tem um propósito.

Suponhamos que você tenha uma loja física e pretenda migrá-la para o digital. Contudo, ainda há dúvidas se o cliente tem o costume de realizar compras via Internet, se existe confiabilidade por parte dele em usar meios digitais para efetuar pagamentos, entre outras; e elas precisam ser solucionadas antes que se coloque a ideia em prática.

Portanto, considerando o cenário acima, o problema a ser resolvido a partir das informações da pesquisa é relativo aos hábitos de consumo do público-alvo na web. É o ponto inicial para pensar nos objetivos da pesquisa — próximo item essencial do briefing.

Estabeleça os objetivos primários da pesquisa

Assim como o problema, toda pesquisa deve ter um objetivo concreto. Na suposição que fizemos no tópico anterior, o objetivo da pesquisa de mercado era saber se havia viabilidade de investir no e-commerce. Evidentemente, o propósito varia de acordo com a empresa e o problema que ela pretende resolver.

Em termos gerais, o objetivo nos permite verificar se os questionamentos da empresa foram devidamente respondidos, então, é importante a sua presença no briefing para a equipe se orientar antes, durante e depois da pesquisa de mercado.

Disponibilize informações gerais do público-alvo

O público-alvo é o perfil de consumidor dos produtos e serviços da empresa. Sem o conhecimento das características e dos hábitos do cliente, não há como conduzir a pesquisa de mercado com a devida eficácia, levando os pesquisadores a abordar pessoas que não utilizam as soluções da organização.

De que tipo de informações estamos falando? Elas variam entre: classe social, faixa etária, escolaridade, profissão, conflitos, localização, hábitos de consumo, comportamento, dados demográficos, entre outros. Ciente de todos os pontos relevantes acerca do público-alvo, a equipe consegue dar o devido rumo à pesquisa.

Se você ainda não tem um público-alvo definido, há práticas recomendadas nesse sentido, como a criação de uma buyer persona, voltada para a área de marketing, que é uma representação fictícia do cliente ideal, porém construída a partir de estudos aprofundados e baseados na realidade do cliente.

Levante aspectos e fatores mercadológicos

No briefing de pesquisa, é interessante que a equipe tenha conhecimento do mercado de atuação da empresa. Isso engloba, por exemplo, a parcela do mercado que ela ocupa, as influências externas e a concorrência.

Em geral, são fatores que levam a equipe a conhecer melhor o panorama da empresa no mercado. Tendo essas informações em mãos, os pesquisadores podem extrair mais dos respondentes e, com isso, trazer novos insights.

Escolha a metodologia de pesquisa

Existem diversas metodologias de pesquisa que podem ser aplicadas em um projeto. É possível, por exemplo, aplicar metanálise para analisar uma questão de pesquisa a partir de dois ou mais estudos independentes, ou, dependendo do objetivo, fazer um estudo de caso.

Uma das metodologias mais utilizadas em pesquisas de mercado é o survey, que consiste em entrevistas, supervisionadas ou não, nas quais o público-alvo responde a questões relevantes para a empresa. Em suma, a escolha da metodologia depende do objetivo da sua pesquisa de mercado.

Analise verba e orçamento

Antes de colocar a ideia em prática, é essencial que se analise o orçamento disponível para a pesquisa. Havendo restrições financeiras, por exemplo, a equipe tem condições de adaptar o projeto, revendo alguns pontos em que se pode cortar custos ou retirar os quesitos menos relevantes/não prioritários.

Por outro lado, se o orçamento é satisfatório, é possível planejar meios de aproveitar ao máximo o dinheiro dedicado à atividade, levantando os custos de cada uma das ações previstas. Essa definição é muito importante para manter a verba sob controle e, se for o caso, quebrar eventuais obstáculos financeiros.

Elabore cronograma e prazo de conclusão

É altamente recomendado que cada etapa do projeto tenha um prazo para ser realizada. Para isso, é necessária a elaboração de um cronograma que respeite a data de conclusão, visto que a pesquisa é apenas parte da estratégia e, portanto, não deve interferir no seu andamento.

Por exemplo, se a pesquisa tem por objetivo a coleta de informações para nortear uma campanha de marketing sazonal, é imprescindível que o resultado seja apresentado a tempo para a equipe de marketing planejar a campanha e, então, lançá-la no período apropriado.

Ao longo do artigo, vimos como fazer um briefing de pesquisa, tarefa que requer planejamento e conhecimento técnico para a elaboração de um roteiro eficaz. Por isso, quando a empresa não dispõe de profissionais capacitados e experientes na área, contratar um serviço especializado é uma ótima alternativa.

Todavia, resolvendo optar por um serviço especializado, por onde é recomendado começar? Veja o nosso outro post e confira o que levar em conta na hora de contratar um instituto de pesquisa!

Banner E-bookPowered by Rock Convert

Compartilhe!

Você também pode gostar
Free WordPress Themes, Free Android Games